O Táxi Nº 9297

Jovem oficial do exército americano, o tenente Hair chega a Lisboa como adido militar e conhece casualmente Arsénio de Castro, que se apresenta como o ‘homem de pior fama em Portugal’... Este serve-lhe de cicerone e em breve se tornam inseparáveis, sendo convidados pelo extravagante milionário Horácio Azevedo, a passar uns dias na sua propriedade de Bretolho, onde vegeta uma extraordinária fauna social. Tomam o táxi com a matrícula 9297, onde Arsénio pressente, por um vidro partido, que aquele automóvel fora já alvo de tragédia: efectivamente, ali mataram – em circunstâncias não aclaradas – a actriz Raquel de Monteverde, um ano atrás. E as coincidências acumulam-se: pouco depois, em Bretolho – autêntico hospital de loucos onde, num ambiente faustoso e passadista, vão encontrar reunidas personagens decadentes e devassas (como um homossexual que injecta droga, ou uma velha arrebatada) – conhecem Eva, jovem mártir da casa. Órfã de pai e mãe, protegida do anfitrião, na realidade fazem dela dama de companhia e escrava... Mas Eva é, afinal, filha da infortunada Raquel de Monteverde, e logo atrai a atenção afectuosa do tenente Hair que, enquanto trava relações, sente criar à sua volta uma teia de confidências e suspeitas, dos convivas entre si. Para adensar essa atmosfera asfixiante, Hair descobre, escondida na cómoda do seu quarto, uma série de jornais sobre os falecimentos de Raquel de Monteverde e de outra actriz, Helena de Gusmão, igualmente em circunstâncias desconhecidas e brutais, dez anos antes... Quem será o bizarro coleccionador de tais relatos, sobre tão hediondos crimes? Hair encontra Eva, a quem refere conhecer a opressão que a atormenta, oferecendo-lhe protecção... A jovem recusa confidenciar-se mas, pouco depois, acede: ‘Pensei muito; confio em si, porque só o senhor me pode ajudar. Dentro deste medalhão encontrará o nome do meu tirano’. Porém, alguém rouba de seguida a jóia ao tenente, durante um jogo de prendas às escuras, entre companheiros de frivolidade, para o qual – como que precipitadamente – fora requerida a sua presença. O drama adensa-se, entretanto: Hair (que nas cenas de crise e irredutibilidade usa farda, o que adquire uma conotação exemplar) procura em vão saber quem é o monstro que amedronta Eva, esperando resgatá-la daquela casa para quebrar o feitiço desse génio do mal... Surge, porém, um efeito inesperado: alguém dispara sobre Félix do Amaral, o mais simpático dos hóspedes, que o tenente várias vezes tomara por conselheiro e colaborador. Félix morre banhado em sangue, e Eva desaparece! Hair encontrá-la-á em casa do boémio Arsénio de Castro, onde a desditosa rapariga ousa, enfim, fazer a surpreendente revelação: ‘Matei-o porque foi ele quem torturou a minha mocidade, e assassinou a minha mãe’. Pela calada da noite e embuçado, Félix entrava no camarim da artista que, esgotada pelos maltratos, ameaçou um dia denunciar à polícia as proezas do canalha (contrabando e espionagem), assinando assim a sua condenação... O ignóbil Félix mantinha Eva debaixo de um terror sobrenatural, até ao momento do trágico desenlace... Ela aceitara, então, o auxílio de Arsénio – que lhe queria – para fugir, porque tinha vergonha de aparecer diante do tenente Hair, a quem amava. Cavalheiresco, Arsénio de Castro decide, pois, deixar só o feliz casal, entregue a essa paixão recíproca. (in «Fitas que Só Vistas», de José de Matos-Cruz)

{{row.Title}} ( {{row.Year}} )

{{row.TitlePT}}

{{row.Duration}} min | {{row.Format}}
{{role.RoleName}}: {{person.PersonName}},

Baseado em: {{row.Work}} de {{person.PersonName}},


{{row.Synopsis}}

Galeria
Sem imagens para mostrar

Elenco

  • {{actor.PersonName}} ({{actor.Content.Character}}) | Dobragem: {{actor.Content.VoiceBy[0].Label}} ,

  • e {{row.AdditionalActors}}
  • (mais...)
  • (menos...)

Ficha técnica

  • {{ role.RoleName }}: {{person.PersonName}}, ({{person.Content.Character}}) |
(mais...)
(menos...)

Estreias

Primeira exibição pública: {{row.FirstPublicShowing}}

Primeira exibição pública em Portugal: {{row.FirstPublicShowingPortugal}}

Data de estreia: {{row.PremiereDate | date:'dd-MM-yyyy'}}

Local de estreia: {{row.ForeignPremiere}}

Data de estreia em Portugal: {{row.PortugalPremiereDate | date:'dd-MM-yyyy' }}

Local de estreia:

  • {{premiere.Label}} ,
  • (mais...)
  • (menos...)

Data de estreia em Lisboa: {{row.LisbonPremiereDate | date:'dd-MM-yyyy' }}

Estreias em Lisboa: {{sala.Label}} ;

{{row.BoxOffice | number:0}} espectadores em Portugal

Músicas

  • {{song.Title}} interpretada por {{p.Label}},
    Autor da letra: {{p.Label}},
    Autor da música: {{p.Label}},
(mais...)
(menos...)

Produção

Empresas produtoras: {{row.ProducedFor}}

Rodagem: {{row.Running}}

Cópias

  • Localização de cópia: {{row.OriginalCopy}}
  • Edição em VHS: {{row.VideoEdition}}
  • Edição em DVD: {{row.DVDEdition}}
  • Edição em Blu-ray: {{row.BlueRayEdition}}

Observações

Documentos